Terça-feira, 28 de Março de 2006

...

Saberias quem eu sou?

Se me visses agora?

Meu olhar foi o último,

Que de perto te olhou…

 

Mas que luto é esse?

Que cobre de negro todo o meu coração?

Que pinta de negro

O sítio da minha perdição…

 

Mas que luto é este?

Que sinto no meu coração?

Não eras pessoa para amar,

Eras sim o único sítio do mundo…

Onde me sentia num lar…

 

Quando te vi a última vez,

Antes de te virar as costas….

Vi as tuas paredes velhas

(que ao sol pareciam douradas)

Sussurrar ao vento palavras doces…

Com se me quisesses dizer: -adeus.

 

Estes versos são dedicados a uma pequena casa, situada no meio da serra do Açor que ardeu num destes incêndios de 2005.

Essa casa era a minha caixa de segredos, o meu sítio preferido no mundo.

 

Edi Gama

 

Publicado por ML às 00:24
Link do post | Comenta aqui!
Imagem criada a partir de uma pintura de Kandinsky.

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30


.Páginas antigas

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Novembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

.Tags

. alunos

. amor

. areia

. capítulo

. coragem

. diabo

. dor

. eclipse

. encontro-me

. errante

. estranho

. falcão

. foges

. janela

. jovem

. luar

. no luar

. noite

. olhos postos no futuro

. paisagem

. pergunto

. poema

. poemas

. puzzle

. questiono

. sonhar

. sonho

. sopro

. sou eu

. vida

. vírgula

. todas as tags

.Deixa aqui a tua opinião!

.Outras Páginas Escritas por nós!

.Já nos visitaram:

blogs SAPO

.subscrever feeds