Segunda-feira, 18 de Abril de 2005

Esquecido




Já ninguém volta,

ao que já deixou.

Ninguém larga a grande Roda,

Ninguém sabe onde já andou.





Já ninguém lembra,

o que já esqueceu...

Porque toda a gente esqueceu!

Tudo o que na vida já PERDEU!





No mundo já ninguém vê,

Seja fidalgo ou pastor,

Aqui na barca da fantasia,

No meio de lamento e dor,

Ninguém aguenta esta agonia,

Ninguém sabe nem sabia,

O que aqui acontecia...





Já ninguém volta,

À vida que levava,

Já ninguém acredita,

Naquele barco que rumava...





Já ninguém acredita,

Que se saia desta treva...

Da neblina que à volta se serra...

E que a lembrança a todos roubava,





Nos dias simples agora se esqueciam,

A pouco e pouco as memórias desapareciam...





Ao largo já ardia,

A barca da fantasia.

Era a lembrança que morria,

Uma vida que desaparecia.






Edi

Publicado por ML às 18:45
Link do post | Comenta aqui!
Imagem criada a partir de uma pintura de Kandinsky.

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30


.Páginas antigas

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Novembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

.Tags

. alunos

. amor

. areia

. capítulo

. coragem

. diabo

. dor

. eclipse

. encontro-me

. errante

. estranho

. falcão

. foges

. janela

. jovem

. luar

. no luar

. noite

. olhos postos no futuro

. paisagem

. pergunto

. poema

. poemas

. puzzle

. questiono

. sonhar

. sonho

. sopro

. sou eu

. vida

. vírgula

. todas as tags

.Outras Páginas Escritas por nós!

blogs SAPO

.subscrever feeds